Winamp Windows Media Player QuickTime Android iOS

Descarrega a nossa app

googleplay2
appstore

Autenticação

Visitantes online

Temos 645 visitantes e 2 membros em linha

 

Diz que chegou o Verão, pelo menos é o que aparenta. Uma coisa que podes sempre contar é com o teu Artista do Mês, cheio de novidades!

O mês de Junho pertence ao cantor Yuri da Cunha, fica a saber mais sobre o teu artista preferido no teu Mais Kizomba.

Yuri da Cunha começou a sua carreira musical aos 21 anos no Sumbe, Kwanza Sul, a terra onde nasceu. Tudo se iniciou com um concurso de rua que este venceu, seguindo-se de uma participação no programa Rádio Pio, destinado a cantores infantis, onde este canta a música “Amigo”. Esta foi a sua primeira música e o primeiro contacto com o sucesso. Com um estilo próprio, proveniente das influências angolanas – semba, kizomba, zouk, kilapanga, kazucuta, balada e kintuene – Yuri da Cunha começa por lançar o seu primeiro álbum em 1999, intitulado “É Tudo Amor”.

O cantor alcançou tanto reconhecimento que não parou de lançar hits, trazendo uma lufada de ar fresco ao panorama musical angolano. O primeiro álbum de Yuri chegou a ser premiado com a Melhor Canção e Videoclip do Ano pela RTP, para a Língua Portuguesa na Holanda e nos Países Africanos. É inclusive com a canção “Makumba”, que participa no concurso Top Rádio Luanda 2004 e acaba por vencer.

Em 2005 lança o segundo álbum ao qual deu o nome “Eu”, sendo este vencedor de vários troféus nacionais e internacionais, nomeadamente o de Melhor do Ano, Melhor Produção Discográfica, Melhor Semba e Melhor Kizomba. Ganha também com o álbum o prémio de “Kianda do Sucesso 2008”, destinado à capacidade de valorização e divulgação da cultura angolana.

Em 2008, numa passagem pelo Brasil, Yuri participa em vários eventos como o  programa da Rede Globo “Altas Horas”, o Carnaval de Salvador da Bahia com o Bloco Olodum, ou o “Dia da Amizade Angola - Brasil” promovido pela Rede Globo Internacional, em Angola. Ainda no mesmo ano, arrastou multidões ao lado de artistas como Daniela Mercury, Caetano Veloso, Jamil, Fantasmão ou Tônho Matéria.

Já em 2009 é lançado o seu terceiro álbum com o nome “Kuma kwa Kié”, que constituiu mais tarde uma tour ao lado do cantor italiano Eros Ramazzotti, onde durante seis meses percorreram juntos vários países europeus. Em português “Amanheceu”, o terceiro álbum de Yuri da Cunha vendeu cerca de 200.000 cópias num dia, tornando-se num dos álbuns mais vendidos em Angola, no ano de 2010. Em Outubro desse ano, Yuri foi nomeado o melhor cantor africano do ano, no Prémio Mobbo em Londres.

Ainda em 2010, o cantor lança o seu primeiro DVD gravado ao vivo no Coliseu dos Recreios em Lisboa, cidade onde realizou mais tarde um grande concerto, que resultou na gravação do seu segundo DVD, lançado a 18 de Dezembro de 2011. No ano seguinte, pôde partilhar uma turnê com o conhecido cantor brasileiro Alexandre Pires, em representação de Angola. É também nesta altura que lança uma antologia denominada “Yuri da Cunha canta Artur Nunes”, de forma homenagear esse grande artista.

O mais recente sucesso do cantor, bem conhecido por todos, é o single "Atchu tchutcha", que obteve mais de 7 milhões de visualizações no YouTube, tornando-se a canção do ano na África do Sul e Angola. Foi com este êxito que se tornou no primeiro angolano a ganhar o prémio de melhor dueto no MTV Music Awards. Mais recentemente e em comemoração dos 20 anos de carreira de Yuri da Cunha, realizaram-se diversos concertos em Angola, Moçambique, Estados Unidos, Reino Unido e Portugal.

Em 2014, Yuri começou a gravar o seu último álbum pela "United Recording Studios"  em Los Angeles, onde recorrem diversos artistas vencedores de Grammys e produtores de estrelas como Lionel Ritchie, Diana Ross, Michael Jackson Frank Sinatra, Ray Charles, Nat king Cole, Jay Z, Dr. Dre, T-Bone ou Maria Carey.

Yuri afirma-se diferente da maioria dos artistas, pois traz para os seus concertos outros artistas africanos, no sentido de apoiar a comunidade musical, especialmente a geração mais jovem. Para além disso, é apelidado de “The Show Man”, na medida em que é conhecido no mundo como o cantor que faz dançar pessoas de todas as idades.

O novo álbum, "Intérprete", foi lançado em Abril deste ano e conta com participações especiais do C4 Pedro, Ary, Suzanna Lubrano, Alexandre Pires e Nelson Freitas. As novas músicas serão apresentadas a 24 e 25 de Julho, ao vivo no Coliseu de Lisboa.

Yuri da Cunha

 
 
 
 
 

Ao usar este site aceita a utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e anúncios.